Conteúdo da página

OAB sedia XXIII Encontro Nacional da ENA e das ESAs

terça-feira,

Brasília – Foi realizado nesta terça-feira (20), em Brasília, o XXIII Encontro Nacional da Escola Nacional de Advocacia e Escolas Superiores de Advocacia. O evento reuniu diretores das escolas de todo o país para debater assuntos relacionados à educação jurídica e ao aperfeiçoamento profissional dos advogados.

 A pauta do encontro teve como pontos principais o programa da pós-graduação de advocacia avançada e o evento que reunirá a ENA e as ESAs na Conferência Nacional da Advocacia, em novembro, na cidade de São Paulo.

 O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, abriu o encontro saudando a presença de todos os diretores por seu trabalho abnegado e sempre em favor da advocacia brasileira. “A união da ENA e das ESAs é uma verdadeira máquina de produzir conhecimento para a advocacia. Somos, através das escolas, o verdadeiro braço cultural de nossa instituição, para que colegas busquem atualização profissional dentro da OAB”, afirmou.

“Tenho me interessado cada vez mais por esse assunto, desde que fui presidente da OAB-RS. Me incomodava ver colegas advogados buscando atualização fora de nossa instituição. A Ordem tem muito ainda a fazer, mas temos evoluído nessa questão. Ver os números que temos hoje é algo que nos deixa com sentimento de dever cumprido. Mais de 47 mil advogados em 2016 se matricularam em nossos cursos. Quero agradecer a cada um dos colegas o trabalho desenvolvido em todos os Estados”, completou.

“O intuito dessas reuniões é congraçar as ESAs e trazer para a ENA as discussões, para um plano nacional, em consonância com nossa missão de aprimorar o ensino jurídico no Brasil. Em mais uma oportunidade temos a presença dos diretores das escolas em todo o país para debater os assuntos principais”, afirmou o diretor-geral da ENA, José Alberto Simonetti Cabral.

Simonetti também apresentou detalhes sobre o encontro internacional de escolas de advocacia, que será realizado em 2018 na cidade de Foz do Iguaçu (PR). A ideia é reunir os países do Mercosul para compartilhar experiências. Também foram apresentados detalhes da presença da ENA na Conferência Nacional.

A mesa de abertura do XXIII Encontro Nacional da Escola Nacional de Advocacia e Escolas Superiores de Advocacia contou ainda com as presenças dos membros do conselho consultivo da ENA: Carolina Petrarca, Eduardo Lemos Barbosa, Leandro Duarte Vasques, Luís Cláudio Alves Pereira e Valentina Jungmann. Além deles, os conselheiros Valdetário Monteiro e Erick Venâncio (CNJ) também prestigiaram a reunião.

Novo curso

Na ocasião, a diretora-geral da ESA-PI, Naiara de Moraes e Silva, apresentou aos colegas o projeto do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Prática Avançada na Advocacia, que será oferecido pela ENA. “Serão 12 disciplinas, divididas igualmente entre 4 eixos de conhecimento, que são: Fundamentos Teóricos e Políticos da Advocacia e do Poder Judiciário, Gestão Jurídica, Aprimoramento Técnico-Prático do Primeiro Grau e Advocacia Avançada nos Tribunais Superiores”, elencou.

A pós-graduação será lançada dentro do bojo de 18 cursos que a ENA mantém em parceria com a Unisc. “É uma pós em advocacia avançada, ou seja, preparar o profissional para uma advocacia de vanguarda, atual, como por exemplo a atuação em tribunais superiores, oratória e media training”, explicou Simonetti. 

Lamachia elogiou a criação da nova pós-graduação, agradecendo o diretor tesoureiro da OAB, Antonio Oneildo, pela elaboração do projeto inicial. “É um curso de extrema importância, que irá preparar os advogados para exercer com mais qualidade seu múnus público”, saudou.

Conferência

Em novembro, a ENA e as ESAs terão um painel paralelo na XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, em São Paulo. “Será um espaço de 400 metros quadrados que representa, desde já, uma grande vitória para nós. Esperamos conduzir debates de elevado nível técnico e que realmente aproximem a advocacia ainda mais das Escolas”, comemorou José Alberto Simonetti.